Um dos principais municípios goianos, em termos econômicos, com forte expressão na agroindústria e no Cooperativismo, Rio Verde deu mais um exemplo de união, ao organizar os seus empresários numa Cooperativa de Crédito, uma das primeiras em Goiás na área

A iniciativa foi da Associação Comercial e Industrial de Rio Verde (ACIRV) que, ao conhecer os bons modelos que surgiram em várias cidades, decidiu oferecer ao seu quadro social uma nova instituição cooperativa, para apoiá-lo e criar condições favoráveis às suas movimentações financeiras, com retorno social e econômico para a região.

Depois de alguns meses estudando o assunto, analisando modelos, conversando com os associados e sedimentando a proposta, os dirigentes da ACIRV deram um passo adiante: convidaram o empresário Nivaldo Izaac Horbilon, da área de embalagens, que trabalhara na Comigo e no Sicoob Credi-Rural, para liderar o projeto. A partir daí os fatos foram acontecendo: fizeram uma consulta ao Banco Central, solicitaram o apoio do Sicoob Goiás Central na elaboração do projeto e no dia 5 de junho de 2007, no auditório da Associação, era realizada a Assembléia Geral de Constituição da nova entidade.

A iniciativa do presidente da ACIRV, Oduvaldo Lopes Ferreira, gestão 2004/2008, foi justamente buscar um empresário com experiência nas duas áreas: cooperativista e financeira, para viabilizar o projeto com que a Associação sonhava. Ele chamou o seu colega diretoria, Cássio Bellintani Iplinsky, e os dois trataram de convencer Horbilon a assumi-lo, frisando que tinha tudo para dar certo, como tem sido nesses nove anos de existência da entidade, que inicialmente se chamava Cooperativa de Crédito Empresarial de Rio Verde e Região Ltda. Em julho daquele ano, apenas um mês depois da Assembleia de Constituição, conseguiram a autorização de funcionamento do Banco Central e no dia 21 de setembro abriram a primeira agência, o Posto de Atendimento ao Cooperado, em uma sala cedida pela ACIRV.

A evolução do quadro continuou de forma contínua e satisfatória. No primeiro ano, a participação de cada empresa e de cada empresário foi imprescindível para tornar a cooperativa mais sólida, atuante e reconhecida no sudoeste goiano, o que efetivamente aconteceu.

Nivaldo Izaac Horbilon

Em 12 de fevereiro de 2009 foi promovida alteração do Estatuto Social e a cooperativa recebeu apoio por meio de parceria com outras entidades, como Astraco, Aginterp, Cootralar, Sescon, Setcesg, Sindi-Posto, Sincogarv, SindHorv, Sindivarejista e Sindrofarv, o que possibilitou que elas e seus filiados pudessem se associar também ao Sicoob Empresarial. Esse ano foi finalizado com 223 associados, num crescimento de 20,54% no quadro social; um Patrimônio Líquido de R$ 1.795.019,00, crescimento de 77,66%; e R$ 313.523,00 de resultado, tendo crescido 82,33% em relação ao ano anterior.

Na Assembleia Geral Extraordinária realizada em 14 de fevereiro de 2012 foi dado outro passo importante, conquistando a livre admissão de cooperados, favorecendo a ampliação de seu quadro social e mudando a sua denominação para Cooperativa de Crédito de Livre Admissão de Rio Verde e Região Ltda., com o nome fantasia de Sicoob Empresarial. Com a iniciativa foi ampliado o atendimento a todos os segmentos da sociedade, expandindo mais os negócios e propiciando um crescimento ainda mais expressivo para a Cooperativa.

No sétimo ano de existência, em 7 de julho de 2014, o Sicoob Empresarial se mudou para a nova sede, com amplas e modernas instalações, para atender cada vez melhor os associados. Esse ano foi finalizado com 926 associados e R$ 8.749.866,00 de patrimônio líquido.

Em 1º de julho de 2013, Vander Ferreira Barros foi nomeado como diretor operacional, em substituição a Oduvaldo. Com as novas regras de governança definidas pelo Banco Central, em 2014 o Sicoob Empresarial, adequou seu Estatuto Social criando a Diretoria Executiva, composta por três membros, hoje, ocupada por Vander Barros, diretor Administrativo; Nelson Sicheroli, diretor Operacional; e Nivaldo I. Horbilon, diretor Financeiro, que acumula o cargo de Presidente do Conselho.

Apostando no cooperativismo, no crescimento da região e na força do empresariado o Sicoob Empresarial já contava, em maio de 2016, com 1.164 associados, um capital social de R$ 9.239.063,00 e patrimônio líquido de R$ 10.137.013,00.

Deixe uma resposta

Este site usa o Akismet para reduzir o spam. Saiba como seus dados de comentário são processados.