Nas eleições municipais do dia 2 deste mês vários parentes participaram do processo eleitoral, candidatando-se aos cargos de Prefeito e de Vereador. Em Minas Gerais, um dos berços da família Naves, foram muitos os candidatos, e conseguimos listar aqueles que, com o nome Naves, enfrentaram as urnas. No Triângulo Mineiro, três cidades se destacaram: Uberlândia, Santa Juliana, que elegeu duas vereadoras, e Araguari. Servidor público municipal, casado, Paulo Sérgio Naves, que adotou o apelido Paulinho Picolé, com 453 votos (3,47% do total), foi eleito vereador pelo PP em Monte Santo de Minas, sua cidade natal.

Município com 12.455 habitantes em 2013, conforme o IBGE, Santa Juliana teve quatro Naves nas eleições municipais deste ano. Para a Câmara Municipal duas foram eleitas, ambas do PSD: Rosa Helena da Silva (Rosa do Zé Naves), 48 anos, casada com o candidato a prefeito José Carneiro Naves, assistente social, natural de Nova Ponte, em 1º lugar, com 412 votos (5,41% do total); e Érica Aparecida da Silva Naves, 33 anos, casada, dona de casa, natural de Perdizes, MG, em 2º lugar, com 402 votos (5,25%).

José Carneiro Naves, do PSD, 68 anos, casado, empresário, natural de Santa Juliana, que foi Prefeito em dois momentos, 1993/96 e 2009, ficou em segundo lugar, com 2.740 votos (36,01%) e não foi eleito para o Executivo.  Disputando uma das nove vagas na Câmara Municipal, Joviano dos Reis Naves, do PEN, 26 anos, solteiro, agricultor, também natural de Santa Juliana, obteve 239 votos (3,14%), mas igualmente não foi eleito.

Em Uberlândia, quatro Naves foram candidatos a Vereador, mas nenhum conseguiu sua eleição. Antônio Naves de Oliveira, do PSDB, empresário, 72 anos, natural de Monte Carmelo, obteve 1.036 votos (0,31% do total); Paulo César de Oliveira Naves, do PMDB, auxiliar de escritório, 62 anos, casado, nascido na cidade, na coligação ‘Unidos por Uberlândia’, formada pelo PMDB, PEN e Rede, conquistou 170 votos (0,05%); Ronaldo Naves dos Reis, do PHS, natural de Iraí de Minas, 39 anos, solteiro, professor do ensino médio, teve 134 votos (0,04%); e Gustavo Ferreira Naves, nascido em Uberlândia, divorciado, empresário, também com 39 anos e pelo PHS, teve registrados três votos.

Em Araguari, Odon de Queirós Naves, que era vereador, pleiteou novo mandato, pelo PDSB, ganhou 735 votos (1,11% do total), mas não obteve sucesso. Ele tem 49 anos, nasceu na cidade, é casado, comerciante e foi Secretário de Obras da Prefeitura. Estudou no Centro de Ensino Superior de Catalão, em Goiás (1993/97).

Em Belo Horizonte, Marcos Martins Naves (Marquinhos), que nasceu na cidade, 51 anos, casado, candidatou-se a vereador pelo PSC, obteve 1.894 votos (0.16%) e não foi eleito para ocupar uma das 41 cadeiras no Legislativo Municipal.

Carapicuíba, SP

Três Naves foram candidatos a Vereador em Carapicuíba, SP, mas não conseguiram resultados positivos. O médico João Naves Neto, goiano de Jataí, 59 anos, solteiro, que foi vereador em 2004, Secretário de Saúde do município e diretor do Hospital e Maternidade, pleiteou novo mandato, pelo Solidariedade, e obteve 1.691 votos (0,92% do total). Eleandro Naves, com o apelido Leandro Paraná, 38 anos, casado, natural de Osasco, buscou uma vaga pelo PRB e teve 857 votos (0,46%). Comerciário, 58 anos, solteiro, Celso Clarete Naves, natural de Monte Santo de Minas, registrou sua candidatura a Vereador pelo PHS, mas não foi computado nenhum voto.

Deixe uma resposta

Este site usa o Akismet para reduzir o spam. Saiba como seus dados de comentário são processados.