Théo Naves participará do torneio pela terceira vez, defendendo o Corínthians Goiano

Théo Naves e sua equipe, Corínthians Goiano

Théo Naves e sua equipe, Corínthians Goiano

A quinta edição do maior torneio de futebol infantil da América Latina, GO Cup, será realizada no período de 24 e 31 deste mês, em Aparecida de Goiânia, região metropolitana de Goiânia. A cada ano temos um crescimento médio de 30% e esse índice não deve ser diferente para este ano. Esse aumento contínuo se dá pela propaganda espontânea das crianças, dos responsáveis e coordenadores de time. Noventa por cento dos participantes retornam no ano seguinte e, além disso, trazem outras crianças da mesma cidade para competir no GO Cup”, avalia Roberto Faria, idealizador do torneio.

Os jogos serão realizados no Complexo Fut Arte, um espaço de 200 mil m2 com 35 campos de futebol em um dos maiores espaços esportivos para essa modalidade no país. A cerimônia de abertura e as finais vão acontecer no estádio Serrinha, em Goiânia. O GO Cup é organizado pela IMM e Rio Sports.

Apaixonado por futebol, o goianiense Théo Naves, sete anos, vai participar pela terceira vez do torneio, defendendo as cores da Escolinha Oficial do Corinthians, de Anápolis; a equipe do Corínthians Goiano é treinada por Antônio da Silva (tio Divino).Já com 2,5 anos de dedicação e tendo um treinador pessoal, Bruno Silva, que jogou no Japão, ele foi campeão e artilheiro da Copa da Criança de Goiás, disputada em 2017. Aluno dedicado, Théo faz o terceiro ano no Centro Educacional ‘Americano do Brasil’, de Silvânia, onde reside com os pais, a dentista Aline Naves e o empresário Júnior César de Oliveira, e pretense prosseguir na carreira desportista.

Théo Naves - recorte anunciando sua participação no torneio internacional de futebol infantil. A Redação, p. 10, em 07.02.2018

Théo Naves – recorte anunciando sua participação no torneio internacional de futebol infantil. A Redação, p. 10, em 07.02.2018

Torneio

O torneio contou, em 2017, com quase três mil atletas inscritos, cerca de 80 clubes e 214 equipes de 17 estados, representando todas as regiões do país, e 13 países. Clubes bem populares como o espanhol Atlético de Madrid e português Benfica foram alguns dos destaques da quarta edição; a equipe lusa chegou à final ouro contra o Grêmio, na categoria Sub11. Mas, quem levou a melhor foi o tricolor gaúcho, que já garantiu a participação na quinta edição, em três categorias (Sub10, Sub11 e Sub12).

“É um campeonato muito importante, porque tem times grandes de todo o mundo em categorias que não têm muitos torneios. Ir ao GO Cup já faz parte do nosso calendário de competições. Além de competir nas categorias Sub10 e Sub11, queremos conquistar o bicampeonato na Sub12 (em 2017 foram campeões na Sub11)”, conta Cristóvão Salazar, supervisor das categorias de base do Grêmio.

O campeonato é disputado no formato de Futebol 7 e dividido em categorias em função da idade dos atletas, que vão do Sub7 (para crianças nascidas em 2012 e 2011) ao Sub12 (nascidos em 2007 e 2006), passando pelo Sub8 (nascidos em 2011 e 2010), Sub9 (nascidos em 2010 e 2009), Sub10 (nascidos em 2009 e 2008) e Sub11 (nascidos em 2008 e 2007).

Todas as categorias se dividem em três campeonatos, tendo uma primeira fase classificatória, onde se determina o índice técnico dos participantes. Com isso, as equipes são divididas em três séries – ouro, prata e bronze. As finais têm três campeões em cada categoria, com um total de 18 campeões e vices.

Aline Naves, Júnior César e filhos

Aline Naves, Júnior César e filhos

Aline já curte as nove edições da revista “Família Naves”

Goiana de Itumbiara e criada em Silvânia, onde se casou e reside até hoje, Aline Alves de Oliveira Naves formou-se em Odontologia, pela Universidade de Ribeirão Preto (Unaerp), exerce a profissão na cidade que a acolheu e ali tem uma Clínica Radiológica, em sua área. Muito ligada à família, ela foi uma das primeiras a adquirir a coleção de revistas que a Editora Naves organizou, sobre a origem e a trajetória dos familiares. Produzida há 10 anos, circularam nove edições, todas com grande repercussão, pelo ineditismo, pelo enfoque jornalístico das matérias e pelo resgate histórico. Esse material subsidiou a elaboração do primeiro livro sobre a família Naves no Brasil, onde está há 360 anos, e que foi escrito pelas professoras Maria Helena Cardoso Fernandes (Dorinha) e Vicentina Naves Fernandes, de Uberlândia, MG.

Filha de dois primos, Gilda e Ronildo Naves, que se destacaram na política em Goiás (Gilda foi Prefeita de Silvânia e Ronildo, deputado estadual), Aline casou-se em 2005, com o empresário Júnior César de Oliveira, da área de materiais de construção. Eles passaram uma temporada de três anos nos Estados Unidos, onde ela trabalhou com festas infantis e nasceu a primeira filha, Júlia, em Charlote, Carolina do Norte, em 2007. O segundo filho, Théo, nasceu em Goiânia, em 2010, é apaixonado por futebol e já se dedica ao esporte, atuando no Corínthians Goiano, da escolinha do clube paulista que funciona em Anápolis e é dirigida pelo técnico Antônio da Silva (tio Divino). Théo Naves tem um treinador pessoal, Bruno Silva, que jogou no Japão e hoje mora em Vianópolis, cidade vizinha a Silvânia.

Deixe uma resposta

Este site usa o Akismet para reduzir o spam. Saiba como seus dados de comentário são processados.