Sevan Naves comemora seu aniversário nos Estados Unidos, com a mulher Ana Maria e a filha Sevana

Geólogo e empreendedor, Sevan Naves nasceu em São Geraldo e mudou-se para Campinas. Ativo, foi coroinha na Igreja Matriz, fez teatro, chefe do Grupo de Escoteiros ‘Caio Martins’ (Sesc), e militou na política estudantil: dirigiu o Grêmio Estudantil ‘Ligia Rebelo’, do Colégio Estadual ‘Professor Pedro Gomes’ (Liceu de Campinas); e participou de movimentos de vanguarda, como a Ação Popular e a Juventude Estudantil Católica (JEC).

Começou, aos 15 anos, como redator dos noticiários da Rádio Independência e, depois, da Rádio Brasil Central. Em 1967, filiou-se ao Sindicato dos Jornalistas Profissionais de Goiás.

Em 1970, ingressou na Universidade de Brasília (UnB), graduando-se em Geologia. Fundou, em 1972, a pioneira revista especializada “Material Preços & Obras”, com cotações periódicas para Goiânia/Brasília.

Geólogo, fez carreira na Metago; fundou e presidiu a Associação dos Servidores da empresa. Em 1978, organizou e coordenou o Curso de Mineração da Escola Técnica Federal de Goiás.

Em 1979, assumiu a Diretoria Centro-Oeste (GO, MT, MS, DF) do Departamento Nacional da Produção Mineral (DNPM), supervisionando as atividades geológicas e minerárias. Em 1985, na OIT/ONU, em Turin, na Itália, fez trabalho – aprovado – sobre a inserção da energia geotérmica, numa modelagem apropriada para a América do Sul.

Honrarias recebidas: ‘Escudo de Prata’, do Ministério das Minas e Energia; ‘Honra ao Mérito’, do DNPM; ‘Homenagem’, da Sociedade Brasileira de Geologia; e ‘Congratulações’, da Assembléia Legislativa de Goiás.

Fundou e dirige a Emgeos, de consultoria à mineração, e a Triton Energia, para viabilizar e implantar PCHs – Pequenas Centrais Hidrelétricas. Foi pioneiro, ao instalar a PCH Mosquitão, no Rio Caiapó, no Oeste goiano. Com a expertise, instala mais cinco PCHs. É o atual Presidente da Associação das Pequenas Centrais Hidrelétricas de Goiás (APCH).

É casado com Ana Maria Valadão Naves, com quem tem a filha Sevana.

Tem ainda os filhos Daniel, advogado; Pedro, médico e Matheus, arquiteto.

Fonte: Livro “Campininha das Flores: Biografias & Ensaios“, organizado pelo escritor Antônio Moreira. Goiânia, Ed. Kelps, 2011, p. 405.

Deixe uma resposta

Este site usa o Akismet para reduzir o spam. Saiba como seus dados de comentário são processados.