Um homem que inovou na área empresarial e que deixou sua marca como administrador público. Este é o retrato que o jornalista Jales Naves traça do ex-governador Otávio Lage na obra que autografa hoje, às 19 horas, no Salão Dona Gercina Borges do Palácio das Esmeraldas, na Praça Cívica. O livro Otávio Lage – Empreendedor, Político, Inovador é resultado de nove meses de pesquisas por parte do autor, que amealhou documentos e registros e recolheu depoimentos de pessoas que conviveram de perto com o homem que governou Goiás em dois períodos entre os anos de 1966 e 1971.

“Eu considero Otávio Lage um divisor na história de Goiás pelo que ele fez, sobretudo, pela infraestrutura do Estado”, avalia Jales. “Quando ele chegou ao poder, Goiás contava com apenas 240 km de estradas asfaltadas, Goiânia tinha três colégios de ensino médio e a energia elétrica não chegava à maior parte do Estado. Otávio Lage triplicou a quantidade de quilômetros pavimentados em Goiás, investiu na educação e construiu a Usina de Cachoeira Dourada, uma obra que, além de fornecer luz para Brasília, também levou eletricidade para amplas áreas urbanas do Estado”, lista.

Segundo Jales Naves, as metas estabelecidas pelo ex-governador para melhorar os sistemas elétrico e viário do Estado tiraram a maior parte das cidades goianas do isolamento. “Ele havia sido prefeito de Goianésia e sabia das dificuldades enfrentadas nos municípios. Com luz para produzir e estradas para escoar essa produção, houve uma verdadeira revolução na economia dessas cidades”, aponta o autor.

Otávio Lage também se destacou por iniciativas que plantaram a semente do cooperativismo, principalmente nas atividades do meio rural. “Quando os criadores de gado estavam passando por uma grande crise, ele ajudou a criar o frigorífico Goiás Carne, que absorveu essa produção. Otávio Lage também foi o primeiro a trazer a técnica de engorda no sistema de confinamento para Goiás, além e inserir aqui a cultura da cana, com a produção do álcool e do açúcar.”

Correção de erros

Na biografia, Jales Naves afirma esclarecer dois erros em relação ao ex-governador, que fez sua gestão durante o período mais duro do regime militar, iniciando um dos seus mandatos pouco tempo depois da deposição de Mauro Borges pelo regime ditatorial. “Sempre disseram que foi Otávio Lage quem fechou a Assembleia Legislativa em 1969. Na verdade, no final de 1968, foi decretado o Ato Institucional 5, o AI-5, que fechou o Congresso. Isso provocou efeitos estaduais”, alega o jornalista. “Também por denúncias de irregularidades, o governo federal fechou as Assembleias Legislativas de Goiás e do Pará no mesmo dia. Otávio Lage foi pego de surpresa como todo mundo.”

O livro de Jales também lembra que Otávio Lage foi o único governador goiano eleito pelo voto durante o regime militar, ainda que tenha contado com o apoio dos generais em seu governo. “Em primeiro lugar, ele venceu a convenção interna da UDN para escolher candidato, derrotando Emival Caiado, que era o favorito. A questão é que o governo Castelo Branco havia optado por Castro Costa, do PSD, para ser o candidato. Por questões internas, ele acabou não sendo escolhido, indo para a disputa Peixoto da Silveira, como o apoio de Pedro Ludovico Teixeira”, narra Jales. “Na campanha, Otávio Lage ganhou grande apoio da zona rural, até porque ele sabia interagir bem com o homem do campo, tinha mais carisma com esse eleitor. Foi uma eleição disputada. De um universo de 400 mil eleitores, ele ganhou por pouco mais de 4 mil votos de diferença.”

Essa margem estreita, de cerca de 1%, suscitou dúvidas quanto à lisura da eleição, o que Jales refuta. “Nunca provaram nada e não encontrei prova alguma de que houve alguma irregularidade naquela eleição. Depois de vencer, Otávio Lage convenceu os militares de que faria um governo voltado para o desenvolvimento de Goiás.”

Otávio Lage capa do livro O Popular

Serviço:
Lançamento do livro: 
Otávio Lage – Empreendedor, Político, Inovador
Autor: 
Jales Naves
Data: 
Hoje, às 19 horas
Local: 
Salão Dona Gercina Borges, Palácio Pedro Ludovico

Fonte: O Popular

Deixe uma resposta

Este site usa o Akismet para reduzir o spam. Saiba como seus dados de comentário são processados.